Desde:

Desde: 03 de Janeiro de 2010!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Palavras no Ar.

Deitada ao lado da sua cama, eu chorava lembrando todos os momentos bons que passamos juntos e todas as risadas que demos. Os filhos que juntos criamos e o amor construímos, porém de um dia para o outro sumiu como uma nuvem de poeira que voa com o vendaval.
Eu nunca tivera certeza que já havia sido traida por você, que o nosso amor já tinha acabado a tempos atrás, mas mesmo assim o orgulho me fazia dizer que te odiava e me fez pedir o divórcio só para ficar bem na fita.
Olhando seu corpo branco e gélido eu chorava. Não tinha mais volta, nunca mais iria poder dizer que te amava, que nunca te odiei e que sempre te quis, cada dia com mais intensidade. Nunca mais.
Você nem ao menos me dissera Adeus, apenas me chamou a seu quarto, que antigamente era o mesmo que o meu, e disse que sempre me amou. Minhas palavras não foram rápidas o bastante quanto o o seu coração parar de bater,e simplesmente o seu "Eu sempre te amei..." ficou sem resposta e as palavras fixaram voando no ar, zunindo na minha mente e me machucando cada vez mais, pouco a pouco.
No silêncio mortal, todos os detalhes de repente se encaixaram, numa explosão de intuição eu senti que era hora de partir e me encontrar com você, para lhe dizer tudo que o orgulho me fizera esconder. Agora eu sabia o que fizera Romeu se matar por Julieta.
Era hora de meu coração parar de bater, junto ao seu.
________________________________________________________

Mais uma vez participando do concurso Once Cupon A Time. Vale a pena tentar né, gente?
A frase que tinha que ser usada nessa edição do concurso era "No silêncio mortal, todos os detalhes de repente se encaixaram, numa explosão de intuição."

Espero que tenham gostado do textinho ;)

Beijos A Todas As Corujinhas!

Um comentário:

Se você gostou, que tal deixar o seu comentário e me deixar com um sorriso no rosto?