Desde:

Desde: 03 de Janeiro de 2010!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Minha queria avó,

escuto muitos dizerem que amor de mãe não se compara, mas... não se não se isso é verdade, porque apesar de amar muito minha mãe, eu também te amo tanto que nem sei que amor é maior.
Ontem, eu já estava na cama, meu quarto com as luzes apagadas e eu só ouvia o barulho da chuva e dos carros passando pelo asfalto molhado. Então, sabe quando você começa a pensar em alguma coisa para conseguir dormir? Pois é, comecei a pensar em você que em vez de me fazer dormir, foi o motivo da minha insônia.
Nunca havia sentido um aperto tão grande no coração, um nó na garganta que só de escrever sobre isso meus olhos já enchem de lágrimas novamente. Minha vozinha querida, queria que você fosse eterna na Terra, pois no meu coração você sempre será, e só de pensar em ficar sem você durante um só dia, aiii já comecei a chorar...
Você me criou. Me deu banho quando eu era apenas um bebe, um beijo quando eu cai no chão e ralei o joelho, me deu bronca quando era necessário, me mimou quando podia. Me ensinou coisas que eu nunca aprenderia sem você, me mostrou uma forma diferente de ver o mundo, a forma de alguém experiente e dedicada.
Minha admiração pela senhora é eterna e em todos os sentidos. Sua calma, sua dedicação, sua inteligência e experiência. Sua fé, sua coragem, sua determinação, sua força, seu carisma, sua generosidade, suas conquistas e histórias... tudo isso me emociona e me encanta.
Hoje a vejo com seus óculos que não saem do rosto, seu cabelo penteado com laquê, seu vestido de malha, deitada na minha cama lendo uma revista e compartilhando comigo suas opiniões. Eu não queria que o tempo passasse, e se fosse possível queria voltar e ser aquela menininha de franjinha para ter mais tempo com você.
Não sei se é ridículo, mas eu estou me debulhando em lágrimas por uma coisa que ainda não aconteceu e se Deus permitir que vai demorar muitos e muitos anos para acontecer. Porém só de pensar que existe a certeza do fim, a não ilusão, e que um dia todos vamos acabar virando pó, eu já me sinto corroída por dentro.
Por isso quero aproveitar cada instante que temos juntas e se fosse possível te pararia no tempo e faria você ser imortal no mundo dos mortais.

Essa é a dor da saudade que me espera.




As vozes de todas
as avós
deveriam ser eternas
como o cheiro
de seus pães-de-ló.
Deveriam estas serem
congeladas no tempo
nos serem
ofertadas
tal seus colos
 Quero lembrar da voz
de minha vózinha
chamando-me da lida
d´onde eu voltava suado
 Quero minha avó
do meu lado,
e dormir
com ela abraçado
para acordar
de todo o sempre.
Jean Paulo Sartre
15/08/2008



Um comentário:

  1. Eu te entendo. Eu também queria que minha vó fosse eterna e até já disse pra ela, haha.

    ResponderExcluir

Se você gostou, que tal deixar o seu comentário e me deixar com um sorriso no rosto?