Desde:

Desde: 03 de Janeiro de 2010!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Incêndio no toalete

Depois daquele dia acabar com toda minha reserva de energia, eu não sabia para onde mais correr e acabei me enfiando em qualquer buteco mal arrumado, mas que tivesse uma boa dose de... seja lá o que fosse, eu só queria relexar.
Entrei pela portinha de madeira capenga e comida pelos cupins. O interior do "Aldovar Bar"- descobri o nome pela camiseta suja do cara do bar- era escuro e exalava um odor de tabaco, suor e álcool, das caixas de som de madeira saia um rock pesado que eu tentava ignorar com as técnicas aprendidas na meditação.
Pela minha recepção, logo percebi que eu não ia ser muito bem aceita por lá. Os homens e as poucas garotas presentes me examinaram de cima em baixo e se entreolharam com um olhar de interrogação. Afinal, o que faria uma mulher de saia lápis azul marinho, camisa branca e salto alto em um ambiente como aquele?
Para falar bem a verdade, nem eu sabia o que estava fazendo ali. Ok, eu estava mesmo afim de relaxar, mas eu sabia outras formas para isso. Eu podia estar em casa preparando uma massa com molho quatro queijos, ou ir à aula de ioga da Jaque. Mas eu escolhi um bar, de uma rua X de São Paulo para me aventurar.
Eu sentei no balcão e para entrar no clima pedi meu velho e antiquado copo de uísque com bastante gelo. Peguei meu cigarro dentro da bolsa, que eu carregava em casos de extrema depressão, ou loucura.
E uma pergunta bastou para que nós entrassemos no toalete nojento de paredes rabiscadas, onde eu esqueci meu sutiã de renda preta:
- Precisa de fogo?

2 comentários:

  1. Uaau! Esses textos são você quem cria? Ou você coleta de algum lugar? Visita?
    charmedgarota.blogspot.com

    Valeu!

    Leticia Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou eu que criei sim. E que bom que gostou, brigada!
      Vou dar uma passadinha lá agora ;)
      Beijos, Ju Carvalho

      Excluir

Se você gostou, que tal deixar o seu comentário e me deixar com um sorriso no rosto?